Buscar no Site

A Solução Ideal para a Cobertura e Divulgação de Seu Evento. Contato - (87) 99995-7369

X


Jovem atingida na cabeça no Morro da Covanca, no Rio, morre neste domingo

11/02/2018

- Postado por Eugênio Menezes

Morreu neste domingo (11), a adolescente Evelyn da Silva Coelho, de 15 anos, atingida por um tiro na cabeça durante um confronto entre milicianos e traficantes no Morro da Covanca, na Praça Seca, Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, na sexta-feira(9). A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde da capital fluminense. Foi a terceira criança ou adolescente morta a tiros no Rio nos últimos dias.

 

Evelyn estava internada no Hospital Municipal Miguel Couto. Chegou a ser submetida a cirurgia de emergência, mas não resistiu aos ferimentos.

 

O Morro da Covanca tem sido cenário de conflitos entre traficantes e milicianos, pelo controle da região, desde o ano passado. Na sexta-feira, houve confrontos durante todo o dia. Além de Evelyn, um menino de 7 anos foi atingido de raspão no braço, dentro de casa. A polícia, no entanto, ainda não sabe em quais circunstâncias a adolescente foi baleada.

 

Escalada de violência

 

Na terça-feira (6), Emilly Sofia Neves Marriel, de 3 anos, foi atingida em Anchieta, na zona norte da capital, por um tiro durante uma tentativa de roubo e morreu. Ela e os pais saiam de uma lanchonete quando foram interceptados por bandidos. Os criminosos deram mais de dez tiros. Nada foi levado da família.

 

A criança chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, mas já chegou morta. O pai de Emilly foi atingido no abdômen e na mão, de raspão.

 

Na noite de quarta-feira (7), João Pedro Soares da Costa, de 4 anos, foi baleado nas costas. Ele e o pai saíam da comunidade da Linha, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, quando o menino foi atingido. Testemunhas contaram que os traficantes atiraram quando um carro entrou na favela com as luzes internas desligadas. João Pedro foi atingido no pulmão e está internado no CTI do Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo.

 

Na manhã de quinta-feira (8), o jovem Jeremias Morais da Silva, de 13 anos, morreu no Complexo da Maré. Ele foi baleado no tórax durante confronto entre traficantes e policiais, quando voltava para casa após uma partida de futebol com amigos.

Fonte: Didi Galvão 

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

noticias